sexta-feira, fevereiro 19

Partilhar vale a pena

Foi muito generoso da tua parte querer partilhar connosco e neste espaço, o teu excelente trabalho.
É óptimo encontrar colegas que partilham o seu saber e estão dispostos à discussão, de forma tão aberta, construtiva e sadia.
Só uma dimensão pessoal bem estruturada, uma paixão à profissão, as crianças e a vontade de aprender com os outros é que permite atitudes e actos desta dimensão.
Fala-se muito em partilha, em cooperação, mas por vezes é difícil operacionalizar estas atitudes. Quem dera que este espaço fosse, mais um, para promover de forma colaborativa as boas praticas no âmbito das TIC no Pré- escolar
De facto a introdução de computadores na Educação Pré-Escolar veio desafiar, auxiliar e até certa forma inovar o processo de ensino –aprendizagem.
Penso que os Educadores hoje reconhecem que o uso dos meios informáticos é um recurso didáctico complementar, e muito útil, que deve ser usado adequadamente, como tão bem desenvolves na tua intervenção.
As “Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar”, dão-nos algum incentivo quanto à introdução e utilização das TIC no Jardim de Infância, ao referirem que “(...) as novas tecnologias da informação e comunicação são formas de linguagem com que muitas crianças contactam diariamente” e que “a utilização de meios informáticos a partir da educação pré-escolar, pode ser desencadeadora de várias situações de aprendizagem, permitindo a sensibilização a um outro código, o código informático, cada vez mais necessário”, o qual “(...) pode ser utilizado em expressão plástica e expressão musical, na abordagem ao código escrito e na matemática” (1997:72).
Não nos podemos esquecer, no entanto, que o seu uso não deve, nunca, principalmente nesta faixa etária, substituir a experiência directa.
“ (...) É bom ter em mente que os cálculos para a produção dos computadores que tanto nos fascinam hoje foram feitos apenas com lápis e papel" (Bill Gates)
Fica bem
Graça Rocha

Nenhum comentário:

MAPA DE VISITAS

ESCOLAS MATAM A CRIATIVIDADE? parte 1

ESCOLAS MATAM A CRIATIVIDADE ? parte 2